Governo do Estado
SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL

CEMADEN-RJ na 4ª Reunião Técnica do Estado do Rio de Janeiro

CEMADEN-RJ Re√ļne Representantes de 42 institui√ß√Ķes na 4¬™ Reuni√£o T√©cnica do Estado do Rio de Janeiro

O Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais do Estado do Rio¬†de Janeiro¬†‚Äď CEMADEN-RJ, da Secretaria de Estado de Defesa Civil, realizou a 4¬™ Reuni√£o T√©cnica sobre Previs√£o e Alertas Antecipados do Estado do Rio¬†de Janeiro¬†no dia¬†19 de setembro¬†de 2017.¬†A atividade faz parte do Projeto de Fortalecimento da Estrat√©gia Nacional de Gest√£o Integrada de Riscos de Desastres Naturais ‚Äď PROJETO GIDES, fruto do acordo de coopera√ß√£o t√©cnica entre o Brasil e o Jap√£o.
 
O evento ocorreu no Audit√≥rio do Centro Integrado de Comando e Controle ‚Äď CICC e contou com a participa√ß√£o de 72 (setenta e duas)¬†pessoas de diversas institui√ß√Ķes. Houve representa√ß√£o dos seguintes √≥rg√£os: Minist√©rio P√ļblico do Rio¬†de Janeiro; CEMADEN; CENAD; CPRM; UFRJ; UERJ; JICA; SUOP; REDEC Metropolitana; REDEC Capital; REDEC Baixada Fluminense; REDEC Serrana; REDEC Litor√Ęnea; DRM; INEA; ESDEC; DGDEC; CESTAD; GEORIO e C√Ęmara Metropolitana.
 
Compareceram, ainda, os representantes das defesas civis de 21 (vinte e um) municípios. São eles: Duque de Caxias; Maricá; Mesquita; Niterói; Nova Friburgo; Petrópolis; Rio de Janeiro; Rio Bonito; São João de Meriti; São Gonçalo; Teresópolis; Angra dos Reis; Magé; Nova Iguaçu; Silva Jardim; Tanguá; Macaé; Cachoeiras de Macacu; Bom Jardim; Mangaratiba e Volta Redonda.
 
A 4¬™ Reuni√£o T√©cnica Estadual foi iniciada com o discurso do Subsecret√°rio de Estado de Defesa Civil, Cel BM Marcelo Hess ¬†que agradeceu a todos os participantes pela presen√ßa e compromisso, apresentou o novo Superintendente Operacional (SUOP), Cel BM Bruno Braga, destacando que a parceria com o Estado do Rio¬†de Janeiro¬†nas a√ß√Ķes de Defesa Civil por parte do Governo Federal e dos munic√≠pios Fluminenses √© fundamental para a continuidade d alinhamento de metodologias e processos ap√≥s o termino do PROJETO GIDES.
 
O governo federal foi representado pela t√©cnica do CEMADEN Graziela Scofield e pelo t√©cnico do CENAD Rafael Machado, que apresentaram as altera√ß√Ķes dos manuais de "Monitoramento e Alerta" e de "Plano de Conting√™ncia", respectivamente. Em seguida, ainda pelo CENAD, o t√©cnico Rafael Machado apresentou o sistema de registros de ocorr√™ncias no √Ęmbito do Governo Federal.
 
¬†As a√ß√Ķes relativas ao Governo do Estado do Rio¬†de Janeiro¬†foram apresentadas na sequencia pelo Major BM Jorge Carvalho, da SUOP, que divulgou a cria√ß√£o do sistema de registros de ocorr√™ncias no √Ęmbito do Governo Estadual e, dando continuidade ao evento, o diretor do CEMADEN-RJ, Tenente Coronel BM Werner, dissertou sobre o¬†Projeto Estadual de Gest√£o Integrada de Riscos em Desastres ‚Äď PEGIRD, auxiliado pelo Professor Doutor √Čdison Renato, da Universidade Federal do Rio¬†de Janeiro¬†‚Äď UFRJ. O projeto consiste em uma agrega√ß√£o dos tr√™s entes federativos (Uni√£o, Estado e Munic√≠pios do Estado do Rio¬†de Janeiro) com os seguintes objetivos:
 
·      Obter um modelo de gestão integrada entre os atores envolvidos com a gestão de riscos de desastres;
¬∑¬†¬†¬†¬†¬†¬†Disseminar e promover o interc√Ęmbio dos conhecimentos gerados no projeto GIDES;
·      Desenvolver um diagnóstico da condição dos riscos hidrológicos e geológicos nos municípios participantes;
¬∑¬†¬†¬†¬†¬†¬†Estabelecer a√ß√Ķes para redu√ß√£o dos riscos geol√≥gicos e hidrol√≥gicos.
 
Por fim, a subdiretora do CEMADEN-RJ, Major BM S√≠lvia Santana do Amaral, prop√īs uma atividade de din√Ęmica de grupo envolvendo todos os participantes da reuni√£o, com o objetivo de trocar experi√™ncias sobre a√ß√Ķes de: preven√ß√£o e prepara√ß√£o; mobiliza√ß√£o; desmobiliza√ß√£o; avalia√ß√£o dos protocolos atuais; proposta de novos protocolos; entre outros. ¬†A atividade foi desenvolvida da seguinte forma:
 
√ė¬†Os participantes se dividiram em 6 (seis) grupos, cada um com 8 (oito) pessoas. Cada pessoa desempenharia um papel definido, a saber: 01 REDEC, 01 COMDEC, 01 NUDEC, 01 Presidente da Associa√ß√£o de Moradores; 02 agentes de defesa civil e 02 moradores;
√ė¬†Foi criada uma comunidade com caracter√≠sticas semelhantes √†s encontradas na regi√£o metropolitana do Rio¬†de Janeiro, incluindo topografia acidentada, acesso por becos e vielas, presen√ßa de fac√ß√Ķes criminosas, entre outros;
√ė¬†Posteriormente, foram apresentados 6 (seis) cen√°rios din√Ęmicos e com tempo definido para o debate de cada um. Os cen√°rios consistiam em hip√≥teses de a√ß√Ķes de preven√ß√£o e prepara√ß√£o, ocorr√™ncia de chuvas e movimentos de massa com v√≠timas, dentre outros.
√ė¬†Cada integrante fez considera√ß√Ķes quanto √†s a√ß√Ķes nas respectivas fun√ß√Ķes, discutiram entre si e apresentaram para os outros grupos, ao fim da atividade, os resultados do debate para troca de experi√™ncias e identifica√ß√£o de melhores pr√°ticas.
 
A 4¬™ Reuni√£o T√©cnica Estadual foi encerrada no dia¬†20 de setembro¬†em um encontro restrito apenas aos integrantes diretos do Projeto GIDES, com o objetivo de debater sobre o que fora reportado e planejar as pr√≥ximas a√ß√Ķes de cada institui√ß√£o envolvida.
Para consultar o conte√ļdo das apresenta√ß√Ķes, acesse o site¬†www.cidades.gov.br/gides.

Compartilhe esta notícia

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

√Ārea Restrita

Utilize seu login e senha do Portal CBMERJ

SUOP Rede Sociais

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn